MADEIRA Meteorologia

Presidente brasileiro reuniu-se com o papa Francisco com "a paz no mundo" na agenda

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
21 Junho 2023
16:12

O Presidente brasileiro, Lula da Silva, encontrou-se hoje com o papa Francisco durante 45 minutos no Vaticano e os dois falaram sobre "a paz no mundo", entre outros assuntos.

O líder brasileiro agradeceu nas suas redes sociais ao pontífice argentino pela audiência e pela "boa conversa sobre a paz no mundo".

O encontro à porta fechada entre os dois decorreu num estúdio da sala Paulo VI, no Vaticano, junto à residência do papa, que foi recentemente operado a uma hérnia, e durou 45 minutos.

Seguiu-se a apresentação da delegação e a tradicional troca de presentes.

Lula da Silva, a quem o papa argentino escreveu quando esteve preso, ofereceu ao pontífice uma gravura da Sagrada Família do artista pernambucano J.F. Borges.

Já a primeira-dama, Rosângela "Janja" da Silva, presenteou o papa com uma imagem de Nossa Senhora de Nazaré de Belém.

Francisco entregou-lhe a sua Mensagem de Paz para 2023, o Documento sobre a Fraternidade Humana e o livro sobre a "Statio Orbis" de 27 de março de 2020, quando rezou pelo fim da pandemia numa Praça de São Pedro deserta.

Também os presenteou com um baixo-relevo de bronze intitulado "A paz é uma flor frágil".

Lula convidou ainda o pontífice a regressar ao Brasil - a sua primeira viagem apostólica internacional foi ao Rio de Janeiro, em julho de 2013, para a Jornada Mundial da Juventude - e a participar na festa em honra de Nossa Senhora da Nazaré, em outubro.

A equipa do Presidente brasileiro já tinha adiantado que a intenção de Lula da Silva era falar com o papa sobre a luta contra a fome, mas também sobre iniciativas para acabar com a guerra na Ucrânia.

A proposta do Presidente brasileiro, que até agora tem recebido pouca atenção das potências ocidentais, passa pela criação de um grupo de países que possa mediar e levar Kiev e Moscovo à mesa das negociações.

O líder brasileiro chegou ao Vaticano acompanhado da primeira-dama, numa comitiva com cerca de 15 carros oficiais que atravessaram a Via della Conciliazione e a Praça de São Pedro, em Roma, e entraram no Estado Pontifício pela Porta delle Campane.

Foram recebidos às portas da Sala Paulo VI pelo chefe da Casa Pontifícia, Leonardo Sapienza.

Após este encontro, Lula da Silva vai também reunir-se com o cardeal venezuelano Edgar Peña Parra, substituto para os Assuntos Gerais da Secretaria de Estado da Santa Sé, uma vez que o secretário Pietro Parolin se encontra ausente de Roma, em viagem.

Em seguida, deixará o Vaticano para se encontrar com a primeira-ministra italiana, Giorgia Meloni, com quem se reunirá às 17:00 locais (16:00 em Lisboa) no Palazzo Chigi de Roma, sede do executivo italiano.

Lula da Silva vai ainda encontrar-se com o presidente da Câmara de Roma, Roberto Gualtieri, um antigo amigo que chegou a visitá-lo em 2018, quando o atual Presidente brasileiro estava na prisão devido a processos de corrupção que foram posteriormente anulados pela justiça.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem acha que vai governar a Região após as eleições de 26 de maio?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas