MADEIRA Meteorologia

Israel: Polícia israelita deteve 110 pessoas por alegado incitamento ao Hamas

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
25 Outubro 2023
12:04

A polícia de Israel deteve 110 pessoas por alegadamente incitarem a violência ou elogiarem o grupo islamita Hamas após os ataques de 07 de outubro, que provocaram cerca de 1.400 mortos em território israelita.

Desde o início das hostilidades, a polícia israelita já deteve 110 suspeitos e acusou formalmente 17 pessoas, referem as autoridades numa mensagem divulgada na rede social X (antigo Twitter), acrescentando que foram abordadas mais de 270 publicações por "incitamento à violência, apoio ou elogio a organizações terroristas", o que resultou na abertura de 126 processos.

"A equipa da Divisão de Investigação e Inteligência [da polícia de Israel] tem operado num formato reforçado desde o início da guerra para tratar de todos os assuntos relacionados com suspeitos que incentivam a violência e se identificam ou apoiam a organização terrorista Hamas", refere a mesma mensagem.

Por isso, sublinha a instituição, "a polícia de Israel continuará o seu trabalho para localizar e confrontar os instigadores da violência e dos atos de terrorismo, bem como qualquer pessoa que aplaude estes atos nas redes sociais, onde quer que estejam".

A declaração foi publicada um dia depois da detenção da conhecida atriz árabe-israelita Maisa Abd Elhadi, na sequência de mensagens publicadas nas redes sociais sobre os ataques do Hamas.

A polícia indicou ainda que a mulher, natural de Nazareth, publicou uma fotografia de uma escavadora depois de romper a cerca de separação de Gaza, acompanhada da "Vamos ao estilo Berlim".

Abd Elhadi atuou em 38 filmes e séries de televisão, incluindo "3000 Noites", "Gaza Mon Amour" e 'a Traição de Huda" - todos dirigidos por diretores palestinianos - assim como na série britânica "Bagdad Central".

O Hamas atacou Israel de surpresa em 07 de outubro, provocando, segundo fontes israelitas, mais de 1.400 mortos, na sua maioria civis, e raptou cerca de 220 pessoas que levou como reféns para a Faixa de Gaza.

Desde então, Israel tem bombardeado Gaza sem interrupção e impôs um bloqueio de água, medicamentos e combustível no território.

O Ministério da Saúde do Hamas anunciou na terça-feira que cerca de 5.800 pessoas foram mortas por ataques israelitas na Faixa de Gaza, a maioria delas civis, incluindo quase 2.400 crianças.

Lusa

OPINIÃO EM DESTAQUE
Coordenadora do Centro de Estudos de Bioética – Pólo Madeira
11/04/2024 08:00

A finitude da vida é um tema que nos confronta com a essência da nossa existência, levando-nos a refletir sobre o significado e o propósito da nossa passagem...

Ver todos os artigos

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda com a mudança regular da hora duas vezes por ano?

Enviar Resultados
RJM PODCASTS

Mais Lidas

Últimas