MADEIRA Meteorologia

Covid-19: Novos casos em Itália "disparam" com quase mais 8 mil nas últimas 24 horas

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
31 Março 2021
18:35

A Itália registou 23.904 novas infeções de covid-19 nas últimas 24 horas, um aumento de quase oito mil casos em relação a terça-feira, e 467 mortes, divulgou hoje o Ministério da Saúde.

Os novos contágios ‘dispararam’ hoje no país, de 16.017 na terça-feira para 23.904, explicado pelos 50.000 testes a mais realizados em relação ao dia anterior: 351.221 de hoje, face aos 301.451 de terça-feira.

Por outro lado, o número de mortes desceu de 529 para 467 nas últimas 24 horas.

Estes números elevam o número total de óbitos para 109.346 desde o início da emergência de saúde no país em fevereiro de 2020, e o total de infeções detetadas para 3.584.899.

A pressão hospitalar permanece estável, com 562.508 pessoas atualmente infetadas, sendo que 32.890 estão hospitalizadas, menos 57 do que na terça-feira, das quais 3.710 estão internadas em Unidades de Cuidados Intensivos (menos seis).

Enquanto isso, a campanha de vacinação continua a progredir e ultrapassou as 10 milhões de doses inoculadas - 10.018.265 no total -, enquanto 3.143.159 pessoas receberam as duas doses requeridas para a imunização.

O governo do primeiro-ministro, Mario Draghi, vai aprovar hoje novas restrições que vão entrar em vigor na quarta-feira da próxima semana, quando expira o decreto em vigor.

No país, 10 regiões estão atualmente na chamada "zona vermelha", de maiores restrições, e as restantes na "zona laranja", com medidas menos duras que permitem a abertura de algumas atividades comerciais e o regresso às aulas.

Porém, todo o território vai aplicar o confinamento da "zona vermelha", com o encerramento de todas as atividades não essenciais, durante os três feriados nacionais da Páscoa, de 03 a 05 de abril.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.805.004 mortos no mundo, resultantes de mais de 128,1 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Lusa

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Concorda que Portugal deve “pagar custos” da escravatura e dos crimes coloniais?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas