MADEIRA Meteorologia

Covid-19: França regista mais 16.167 infeções e mais seis mortes

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
25 Julho 2021
23:15

França registou hoje 16.167 novos casos de infeção com o novo coronavírus e mais seis mortes por covid-19, segundo o balanço diário da agência de saúde pública do país.

Comparativamente às estatísticas de sábado, há menos 16 mortes e menos 9.457 infeções diárias.

Apesar da quebra no número diário de infetados, o Governo francês estima que, em agosto, essa cifra possa chegar aos 50 mil em consequência da circulação da variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2, mais transmissível e que esta semana representava 80% dos contágios.

Desde o início da pandemia, o país totaliza 111.644 mortos entre 5.993.937 infetados.

Até quinta-feira, de acordo com o balanço de hoje, 39 milhões de pessoas tinham recebido em França pelo menos uma dose de uma vacina contra a covid-19.

Hoje de madrugada, o Senado francês aprovou o "passe sanitário", mas com modificações, como a isenção do uso por menores e nas esplanadas de bares e restaurantes.

Os senadores pretendem que a utilização do "passe sanitário", para aceder a certos locais, se faça a partir de setembro, e não em agosto, e até ao fim do estado de urgência sanitário, que termina em 31 de outubro

No sábado, milhares de pessoas saíram à rua em várias cidades de França, incluindo a capital, Paris, para protestar contra as novas medidas do Governo para controlar a pandemia da covid-19, incluindo o "passe sanitário".

A pandemia da covid-19 provocou pelo menos 4.156.164 mortos em todo o mundo, entre mais de 193.687.980 infetados, de acordo com o balanço mais recente da agência noticiosa AFP.

A covid-19 é uma doença respiratória provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e que se disseminou rapidamente pelo mundo.

Lusa

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas