MADEIRA Meteorologia

Portugal disputa Mundial de Dardos 2023 com ambição de passar fase de grupos

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
13 Junho 2023
11:00

O profissional José de Sousa e o campeão português de individuais, Luís Ameixa, vão representar Portugal no Mundial de Dardos 2023, a partir de quinta-feira, com ambição de passar a fase de grupos, assumiram hoje os jogadores.

José de Sousa foi automaticamente selecionado para o World Cup of Darts 2023, que decorre até domingo, em Frankfurt, por ser o único português no circuito profissional da Professional Darts Corporation (PDC) e fará equipa com Luís Ameixa, vencedor de um torneio de qualificação realizado no início de abril.

Portugal é uma das 40 nações que vão disputar a competição, este ano num novo formato que inclui uma fase de grupos, com três seleções em cada ‘poule’, na qual apenas o país vencedor segue para a fase de eliminatórias.

Sousa e Ameixa vão disputar o Grupo G, com a Polónia e a Lituânia, em dois confrontos que o ‘Special One’ dos dardos prevê "equilibrados".

"Tanto a Polónia como a Lituânia têm um jogador de qualidade e um desconhecido, que é uma incógnita. E os outros devem estar a pensar o mesmo de Portugal, daí que o grupo possa ser equilibrado", comentou José de Sousa, em declarações à agência Lusa.

Por isso, a missão da dupla portuguesa "não é difícil nem fácil" e o objetivo, definiu o 17.º classificado da Ordem de Mérito PDC, é "passar o grupo".

"Esse é o primeiro objetivo. Depois disso, tudo o que vier é ganho para nós e para a modalidade em Portugal. Conheço o Luís Ameixa há alguns anos, já jogámos algumas vezes e, acima de tudo, espero que ele se divirta e que possamos fazer um bom papel", definiu José de Sousa.

Os dois jogadores conhecem-se pessoalmente desde que José de Sousa "ajudou a reativar a Associação de Setas do Algarve, da qual se tornou sócio honorário" e da qual Luís Ameixa é vice-presidente.

Empresário do ramo dos combustíveis, dono de dois postos de abastecimento, em Beja e Ferreira do Alentejo, Luís Ameixa teve o primeiro contacto com os dardos "há cerca de 15 anos, quando trabalhava num bar", e "há cerca de 13" que passou a dedicar-se "mais um bocadinho" à modalidade.

"Espero que consigamos fazer alguma coisa boa no World Cup of Darts, que deixe os portugueses felizes e não fiquem tristes por ter sido este jogador a qualificar-se. O Zé [José de Sousa], já todos sabemos que não desilude ninguém. Vamos ver se consigo estar ao nível dele", disse Luís Ameixa à agência Lusa.

O ano está a ser "benéfico" para o jogador de dardos que representa a equipa do Café Pinheiro, na Guia (Algarve), e se sagrou, pela primeira vez, campeão português de individuais, além de ter assegurado o apuramento para o World Cup of Darts no torneio de qualificação.

Na Alemanha, a fazer equipa com José de Sousa, o é "passar a primeira fase e, depois, ir jogo a jogo, com os pés bem assentes na terra".

"Em termos pessoais, o mais importante será desfrutar desta grande oportunidade. Vamos tentar aproveitar o fator surpresa e conseguir o apuramento para a fase a eliminar. A Polónia e a Lituânia são duas seleções muito fortes, mas tudo é possível", apontou Luís Ameixa.

A dupla portuguesa entra em ação na quinta-feira, na sessão da tarde, frente à Polónia, e o resultado desse jogo determina se defronta a Lituânia no segundo jogo do grupo, em caso de derrota com a Polónia, ou no terceiro, em caso de vitória sobre os polacos.

O World Cup of Darts 2023 disputa-se entre quinta-feira e domingo, em Frankfurt, num formato expandido este ano para 40 seleções e com um prémio total de 450 mil libras (cerca de 523 mil euros), das quais 80 mil libras (93 mil euros) serão entregues à dupla vencedora.

A Inglaterra, os Países Baixos, o País de Gales e a Escócia estão diretamente apurados para a segunda fase, por serem os quatro países com o melhor ranking acumulado pelos dois jogadores na Ordem de Mérito PDC.

Os restantes 36 países enfrentam-se em 12 grupos de três seleções, nos quais apenas o vencedor se apura para os oitavos de final, que se disputam no sábado.

O novo formato competitivo do World Cup of Darts exclui, também, os confrontos individuais, passando todos os desafios a serem disputados em pares, à melhor de sete jogos na fase de grupos, de 15 jogos nos ‘oitavos’, ‘quartos’ e meias-finais e à melhor de 19 jogos na final.

Lusa

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem acha que vai governar a Região após as eleições de 26 de maio?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas