MADEIRA Meteorologia

Euro sub-21: Rui Jorge adverte para fisicalidade da Geórgia

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
20 Junho 2023
19:10

A seleção portuguesa de sub-21 vai defrontar na quarta-feira uma Geórgia superior na faceta física, reconheceu hoje o treinador Rui Jorge, desejando vingar pelo virtuosismo na abertura do Grupo A do campeonato da Europa da categoria.

"Sabemos que teremos dificuldades. Não posso dizer antes de o jogo começar que o 0-0 seja um mau resultado. Queremos sempre vencer, mas vai depender muito de como este duelo decorrer. São duas equipas diferentes. Creio que a Geórgia é fisicamente superior, mas temos melhores jogadores", disse o selecionador luso, em conferência de imprensa.

Portugal, vice-campeão em título, inicia a nona presença em fases finais face à estreante Geórgia, na quarta-feira, às 20:00 locais (17:00 em Lisboa), no Estádio Boris Paichadze, em Tbilisi, em jogo com arbitragem do norueguês Espen Eskas, que decorrerá à mesma hora do confronto entre os Países Baixos e a Bélgica, os restantes oponentes da ‘poule’.

"Conhecemos bem a Geórgia e sabemos que há jogadores da sua seleção principal que podem descer e acrescentar qualidade à equipa que, por norma, compete pelos sub-21. Eles têm defesas centrais fortes fisicamente e valorosos a sair a jogar, agressividade no meio-campo e um atleta versátil e com muita qualidade de passe na posição 10", notou.

Certa é a ausência do avançado Khvicha Kvaratskhelia (Nápoles), talento ímpar daquela antiga república soviética, que chegou a estar pré-convocado, mas abdicou da presença no Europeu de sub-21, numa época em que se sagrou campeão italiano e foi igualmente premiado como jogador mais valioso da Serie A e melhor jovem da Liga dos Campeões.

"É evidente que a Geórgia não ficará tão forte como se ele cá estivesse. Kvaratskhelia é um jogador de peso e com muita qualidade. Por um lado, gostaria de o ter por cá, porque prefiro que defrontemos os mais fortes. Por outro, abre um pouco a possibilidade de nós sermos melhores. Contudo, preferia que ele cá estivesse", reconheceu Rui Jorge, que vai orientar os sub-21 numa fase final do Europeu pela quarta vez, após 2015, 2017 e 2021.

Finalista derrotada em 1994, 2015 e 2021, a formação das ‘quinas’ precisa de ficar num dos dois primeiros lugares para aceder à fase seguinte do Europeu de sub-21, que reúne 16 participantes pela segunda edição seguida e é coorganizada por Roménia e Geórgia, país que vai receber a final, agendada para 08 de julho, na Adjarabet Arena, em Batumi.

LUSA

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

O presidente do Marítimo tem condições para continuar no cargo após agredir um adepto?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas