MADEIRA Meteorologia

Madeira e Canárias juntos pela Ultraperiferia

Data de publicação
23 Abril 2024
17:22

A secretária regional de Agricultura e Ambiente, Rafaela Fernandes, acompanhada pelos representantes dos departamentos da sua tutela, o diretor regional de Ambiente e Ação Climática, Ara Oliveira e conselho diretivo do Instituto de Florestas e Conservação da Natureza, Manuel Filipe e Paulo Oliveira, reuniram-se esta manhã com o vice-conselheiro da Presidência de Canárias, Octavio Caraballo, e com a vice-conselheira da Transição Ecológica e Luta contra as Alterações Climáticas, Julieta Schallenberg.

Uma reunião que surge num momento importante tendo em conta que antecede a 43.ª Assembleia Geral da Comissão das Ilhas da Conferência das Regiões Periféricas e Marítimas, que decorre entre os dias de hoje e amanhã nos Açores. Este encontro ainda se reveste de especial relevância uma vez que brevemente haverá eleições europeias e tem início um quadro importante de apoio comunitário no contexto da transição ecológica.

Em cima da mesa estiveram temas comuns aos dois arquipélagos e foram identificados projectos e possíveis parcerias no domínio da sustentabilidade, da Agenda 2030 e da Transição Ecológica.

“Assim, foram apresentadas, entre outras, oportunidades na mitigação e na monitorização de fenómenos potenciados pelas alterações climáticas, nomeadamente a presença massiva de sargaço e de microalgas nos últimos anos em todos os arquipélagos da macaronésia, nos diferentes métodos e técnicas experimentados na proteção costeira e na gestão florestal, mas também na transição energética, nos mercados e práticas agrícolas, no desperdício alimentar e na economia circular”, realça fonte da Secretaria Regional de Agricultura e Ambiente, em comunicado.

O Interreg MAC, foi outro dos assuntos abordados como sendo um dos instrumentos financeiros privilegiados para o apoio à concretização das estratégias nos domínios da agricultura, conservação da natureza e ambiente, com a vantagem de fomentar a cooperação e troca de experiências, em áreas como o fomento da energia renovável e eficiência energética, risco de catástrofes e resiliência dos ecossistemas, economia circular e proteção e conservação da natureza.

“Os trabalhos decorreram num ambiente promotor de sinergia e cooperação, aliás, como tem sido apanágio nas profícuas relações com este arquipélago macaronésico vizinho, ficando o ensejo de ser retomada a constituição do Centro de Cooperação da Macaronésia”, destaca a mesma fonte.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem acha que vai governar a Região após as eleições de 26 de maio?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas