MADEIRA Meteorologia

JPP pede cautela com “as novas promessas” de Albuquerque

Data de publicação
14 Abril 2024
12:02

O JPP veio, em comunicado de imprensa, afirmar que “a partir deste momento, e perante um clima de desconfiança generalizada num governo fraco, instável e que colocou o interesse do partido à frente do povo - sobretudo pela atitude de não discutir e aprovar o orçamento/PIDDAR para 2024 - vale tudo”.

Neste contexto, Élvio Sousa, deputado, pede “cuidado” com um conjunto de “novas promessas de Albuquerque”.

“Esta semana ouvimos Albuquerque, depois de ter deixado 37 mil madeirenses em lista de espera para consultas, prometer 16 mil cirurgias por ano. Quando o serviço público carece de recursos humanos e equipas para tal desígnio, e sem o complemento transparente com o privado”, começa por referir.

“Esta semana ouvimos Albuquerque prometer a reabertura das urgências de Santana e do Porto Moniz, depois de ter recusado essa infraestrutura aberta ‘com dispêndio de dinheiro e inútil”, acrescenta.

Deste modo, Élvio Sousa considera ser “essencial estar de olho e ter muito cuidado com a intensidade das expetativas que [o presidente do Governo Regional] anda a apregoar”.

“Gato escaldado de água fria tem medo”, lançou, enquanto continuou a elencar as “tantas” promessas, nomeadamente a ligação do Ferry entre a Madeira e o Continente, a redução das listas de espera na Saúde, a redução dos custos de transporte de mercadorias e a reformulação do modelo da operação portuária, a par de a de aumentar o rendimento dos produtores de banana e da vinha, a dos madeirenses pagarem apenas 86 euros para viajar de avião dentro do território nacional, a da criação de uma plataforma para o doente ter acesso à sua posição na lista de espera e a da ligação de barco em janeiro para o Porto Santo.

“Esta minha opinião não é meramente partidária. Todos nos recordamos que muitas palavras de compromisso foram rapidamente jogadas fora pelo interesse particular, sendo uma delas, nas últimas regionais, a de que se não tivesse maioria iria demitir-se! Demitiu-se? Não!”, apontou, fazendo questão de sublinhar que “virão muitas mais promessas”.

“Quanto mais a lapa corre o risco de desprender-se da rocha, mais será a força interna para segurar-se à pedra. Dê para onde der”, disse, acrescentando que “aquilo que não [Albuquerque] fez em nove anos de governo, parece que deseja repetir em dois meses de campanha”.

A finalizar, Élvio Sousa reafirmou que o povo “perdeu a confiança em Miguel Albuquerque, pois, com o passar destes anos ao prometer o ‘sol’, veio infelizmente a chuva carregada de vento”, rematou.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

O presidente do Marítimo tem condições para continuar no cargo após agredir um adepto?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas