Símbolos da Jornada Mundial da Juventude percorrem a diocese do Funchal a partir de sexta-feira

O Comité Organizador Diocesano (COD) Madeira da Jornada Mundial da Juventude apresentou cumprimentos ao Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, a quem deu a conhecer o programa dos eventos.


Por causa da pandemia, “a Jornada Mundial da Juventude, que era este ano, passou para 2023. Agora, começámos com novas atividades que viemos dar a conhecer”, explicou o padre Carlos Almada, do COD.

“Convidamos não só o Senhor Presidente da Assembleia como também as instituições civis a se juntarem na ida à Jornada Mundial e a este encontro com o Papa”, referiu o jovem sacerdote.

“A Cruz peregrina e o ícone de Nossa Senhora Salus Populi Romani chegam dia 06 de maio à cidade do Funchal” e a partir da igreja da paróquia da Visitação, em Santo António, inicia-se a peregrinação pelas diferentes paróquias madeirenses, culminando a 24 de maio, com a missa de encerramento, na igreja do Colégio.

Com 3,8 metros de altura, a Cruz peregrina, feita em madeira e construída a propósito do Ano Santo, em 1983, foi confiada por João Paulo II aos jovens no Domingo de Ramos do ano seguinte, para que fosse levada por todo o mundo, numa peregrinação que já passou por quase 90 países.

Já o ícone de Nossa Senhora Salus Populi Romani, que retrata a Virgem Maria com o Menino nos braços, tem 1,20 metros de altura e 80 centímetros de largura, e está associado a uma das mais populares devoções marianas em Itália. O ícone original encontra-se na Basílica de Santa Maria Maior, em Roma, e é visitado pelo Papa Francisco que ali reza e deixa um ramo de flores, antes e depois de cada viagem apostólica.

De 26 a 31 de julho, do próximo ano, a Madeira recebe a Pré-Jornada Mundial da Juventude.

São esperados mais de um milhão e meio de jovens na Jornada Mundial da Juventude que acontece, de 01 a 06 de agosto de 2023, em Lisboa.