Representante da Comissão Europeia em Portugal destaca importância da aposta na diversificação da economia na Madeira

Terminando a sua primeira visita oficial à Região, Sofia Moreira de Sousa, representante da Comissão Europeia em Portugal, esteve esta manhã na Quinta Vigia para uma audiência com Miguel Albuquerque, presidente do Governo Regional, tendo sido trocadas impressões sobre várias matérias, com destaque para a diversificação da economia na Madeira.

Numa altura em que a Comissão Europeia está a preparar uma nova estratégia para as regiões ultraperiféricas, foram abordados assuntos sobre o turismo, os transportes, as energias renováveis e as oportunidades de desenvolvimento de outras indústrias, mormente na área da digitalização e das startups. Portanto, basicamente, “na aposta da diversificação da economia na Madeira, que é importantíssimo. Não só aqui, mas também em todos os países da UE”, disse aos jornalistas Sofia Moreira de Sousa à saída da audiência.

Na ocasião, a representante da Comissão Europeia em Portugal sublinhou também a necessidade de a Madeira, “que capitaliza tanto no turismo”, continuar a apostar no setor, fomentando, de igual modo, outras atividades económicas.

Recorde-se que, em entrevista ao JM publicada no dia 25 de março na edição impressa, Sofia Moreira de Sousa, considerou que as regiões ultraperiféricas como a Madeira têm um potencial natural incrível na economia azul, energias renováveis, agricultura sustentável e eco-turismo.

Durante a visita de três dias à Região, que hoje finda, Sofia Moreira de Sousa teve a oportunidade de participar em várias atividades de áreas distintas, inteirando-se e conhecendo melhor os desafios e realidades da Madeira,

No que concerne à nova estratégia para as regiões ultraperiféricas que está a ser preparada pela Comissão Europeia, Sofia Moreira de Sousa afirmou que o documento terá em “consideração tudo aquilo que resulta do estudo que foi feito sobre também o impacto da pandemia nas regiões ultraperiféricas”, sendo a diversificação da economia “seguramente uma das áreas”, assim como a energia e a digitalização.