MADEIRA Meteorologia

Miguel Albuquerque considera que o "Porto Santo deu passos gigantescos"

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
24 Junho 2023
10:53

Miguel Albuquerque considera que foram dados "passos gigantescos" na modernização, progresso e desenvolvimento integral do Porto Santo, ilha que, com a sua beleza natural, apresenta-se com um "grande potencial de atração", sendo esta uma das principais vantagens competitivas. O presidente do Governo Regional alerta, porém, que o este trunfo deve ser tratado com cautela, de forma a não massificar o território.

"Ao contrário daquilo que os céticos da modernidade dizem, o progresso é mensurável. (...) Quem conheceu esta ilha como eu conheci nos anos 60 fica abismado com o que se conseguiu num espaço de duas gerações", começou por enaltecer o presidente do Governo Regional, esta manhã, na sessão solene do Dia do Concelho do Porto Santo.

O objetivo é, por isso, continuar a trabalhar, dando passos importantes e cada vez mais consistentes no sentido de garantir qualidade de vida às novas gerações.

O governante entende que, pese embora o Porto Santo tenha um problema de dupla insularidade, tem, por outro lado, tem a particularidade de ser uma ilha singular.

"Tem um ecossistema frágil, mas fantástico. Não há outro no mundo. A sua beleza natural faz com que o Porto Santo, hoje, tenha um grande potencial de atração, o qual é uma das grandes vantagens competitivas da ilha, mas tem de ser tratado com grande cuidado para nunca massificarmos o Porto Santo", explanou, considerando "benéfica" a forma "inteligente" com que a ilha dourada tem gerido esse fator de atratividade.

Educação é desafio

No púlpito, o chefe do executivo regional lembrou ainda que um dos principais desígnios da Região é munir as novas gerações da melhor educação que for possível. "Temos de ter a educação ao mais alto nível", exortou, destacando aquele que diz ser "um dos investimentos mais importantes" realizados pelo Governo Regional nos últimos anos que foi a reabilitação da Escola Francisco Freitas Branco, no Porto Santo.

Albuquerque, que defende ser decisiva a mobilidade para a realização da coesão económica e social entre todos os cidadãos do país e da Europa, recorda que o subsídio de mobilidade foi uma questão que o Governo Regional quis assegurar ao Porto Santo. "Esta circunstância de os cidadãos não saírem prejudicados na sua capacidade de se deslocar dentro do território que lhes pertence, independentemente do local onde nascem, é um direto que tem de continuar a ser assegurado", explanou.

Na sua alocução, adiantou que já está em marcha a primeira fase dos trabalhos de construção da futura nova Unidade e Saúde do Porto Santo, estrutura que será "muito importante para o futuro" da ilha. A esse propósito, fez questão de mencionar que todos os compromissos que assumiu com Nuno Batista, presidente da autarquia, vão ser concretizados.

Ampliação do Museu Colombo

Regozijando-se pela obra de reabilitação do célebre edifício ‘Baiana’, Miguel Albuquerque aproveitou a ocasião para anunciar a ampliação do Museu Colombo, num novo espaço que será intitulado ‘Museu do Colombo e dos Descobrimentos Portugueses’.

"O Porto Santo foi o primeiro ponto da expansão portuguesa. Foi a primeira cidade dos portugueses no Atlântico. E aquilo que vamos fazer na ampliação do Colombo é abrir um museu que honra a história, identidade e singularidade do Porto Santo como ponto de partida da expansão portuguesa", concluiu.

Bruna Nóbrega

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

O presidente do Marítimo tem condições para continuar no cargo após agredir um adepto?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas