MADEIRA Meteorologia

Projeto piloto apoia alunos de cinco escolas da Região nas capacidades de leitura

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
23 Julho 2021
14:01

Cinco escolas de dois concelhos da Região vão fazer parte, no próximo ano letivo, de um projeto que envolve uma parceria entre a Secretaria Regional de Educação e a Iniciativa Educação. O acordo de cooperação coloca em prática, nestas escolas, o programa 'AaZ - Ler Melhor, Saber Mais', um projeto de apoio ao ensino da leitura.

"Há muito a fazer pela Educação, mas há dois ou três problemas essenciais que se não forem enfrentados desde o início, dificultam todo o progresso dos nossos jovens, e a leitura é um deles", disse Nuno Crato, presidente da Iniciativa Educação, e ex-ministro da Educação e Ciências, na cerimónia de assinatura do protocolo, que decorreu ontem, na Escola Secundária Jaime Moniz, no Funchal.

O antigo governante sublinhou que, na Europa, cerca de 20% dos jovens de 15 anos têm ainda grandes dificuldades de leitura. "Significa que um em cinco jovens tem grandes dificuldades de leitura, na Europa, que se considera uma das regiões mais avançadas do mundo", realçou, considerando tratar-se de "uma média terrível".

"O ensino da leitura é um ponto essencial para o progresso dos nossos jovens. Não podemos permitir que se chegue aos 13 anos ainda com dificuldades de leitura. Nós queremos o progresso de todos os jovens, e esse progresso só pode ser feito se as dificuldades iniciais forem ultrapassadas e se o progresso na leitura permitir a todos que depois estudem e compreendam e se empenhem nas matérias que vão estudar ao longo da sua escolaridade", explanou.

Nuno Crato salientou que este se trata de "um protocolo bastante pormenorizado". "Um programa de leitura que está muito bem pensado, muito bem estruturado, e que está muito bem adaptado à Região e às suas necessidades", afiançou. "Queremos que aquilo que estamos a fazer tenha continuidade, e não que seja feito apenas este ano, durante uns meses. Estamos a colaborar com as escolas no programa 'AaZ' para continuar. Os jovens precisam de programas destes."

Por esse motivo, o responsável da Iniciativa Educação adiantou que haverá uma avaliação contínua e que os resultados serão comparados com os de outras regiões, onde a iniciativa já está implementada.

"Estes projetos são para ser avaliados, e nós temos uma equipa que centraliza a avaliação dos jovens de forma a ser comparável o que está a ser feito em Coimbra, no Porto, no Alentejo, na Madeira", indicou. "Estamos a fazer este programa para que os jovens leiam melhor, então vamos avalizar se os jovens leem melhor ou não. De três em três semanas há uma avaliação, depois há três avaliações universais, e essas vão comparar estes jovens com os jovens que não estão no programa e ver como é que estão a evoluir."

Também o secretário regional de Educação realçou o programa que, considerou, "procura dar respostas" aos problemas da leitura, "um programa para todos".

"As parcerias são fundamentais porque cada um empresta aquilo que de melhor tem. Ninguém se substitui a ninguém", disse Jorge Carvalho, que anunciou a introdução do projeto na Madeira, em cinco escolas básicas de dois concelhos. A iniciativa será acompanhada, enquanto experiência piloto, "podendo posteriormente ser alargada a mais escolas e mais concelhos", adiantou.

O 'AaZ - Ler Melhor, Saber Mais' é um programa da Iniciativa Educação, que ajuda alunos do primeiro e segundo ano de escolaridade na leitura e na escrita. Desenvolvido em parceria com a Universidade do Minho, o programa apoiou mais de 200 alunos do primeiro ciclo do ensino básico no ano letivo 2020/21.

Marco Milho

OPINIÃO EM DESTAQUE
Coordenadora regional do Bloco de Esquerda
19/06/2024 08:00

O PSD-M anda a convocar as forças terrenas e celestes - aparentemente, neste jardim plantado no Atlântico, até Deus está cansado da democracia (só pode...

Ver todos os artigos

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas