MADEIRA Meteorologia

BE acusa PSD de “só governar para os ricos”

Data de publicação
20 Maio 2024
16:13

O Bloco de Esquerda (BE), que realizou, hoje, uma ação de campanha no centro do Funchal, afirmou que ao longo desta semana que falta para o dia das eleições, vai apostar no contacto pessoa a pessoa, por forma a que os eleitores percebam da necessidade de votar neste partido. Roberto Almada, cabeça de lista, garantiu que o BE continuará a ser “aquela Esquerda que não deserta, que não foge, que não cala nem consente”.

Garantindo ouviu muitas preocupações dos madeirenses, Roberto Almada destacou, nas declarações prestadas aos jornalistas junto à Igreja da Sé, que uma delas é o aumento do custo de vida. Este tem a ver com os bens de primeira necessidade, como sejam os bens comprados no supermercado e a eletricidade. Considerando não ser “possível que nós tenhamos, neste momento, das mais altas taxas de IVA na Madeira”, Roberto Almada sublinhou que isto torna-se ainda mais grave quando “temos milhares de pobres na Região”.

No entender do bloquista, candidato nas eleições legislativas regionais de 26 de maio, é preciso não esquecer que a Região Autónoma da Madeira é das regiões do país com maior risco de pobreza.

Portanto, a diminuição dos impostos, nomeadamente do IVA, sobre os bens de primeira necessidade, torna-se muito importante, como adiantou Roberto Almada.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Considera que o novo governo vai cumprir o mandato?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas