Entrega dos símbolos da Jornada Mundial da Juventude adiada para 22 de novembro

O coordenador-geral para o setor logístico-operativo da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de 2022, em Lisboa, anunciou hoje que a entrega dos símbolos desta iniciativa da Igreja Católica foi adiada para 22 de novembro, revela a agência Ecclesia.

“A entrega dos símbolos, a transição de Panamá para Portugal, vai acontecer no fim de semana de 22 de novembro, quando acontece a solenidade de Cristo-Rei, de maneira que, até lá, se Deus quiser, a situação internacional de saúde pública possa estar estabilizada”, explicou D. Américo Aguiar aos jornalistas, em Fátima, onde participou na abertura dos Workshops Internacionais de Turismo Religioso (WITR/IWRT).

A cerimónia de passagem dos símbolos da JMJ do Panamá, que acolheu a edição de 2019, para Portugal estava prevista para o próximo dia 5 de abril (Domingo de Ramos), no Vaticano.

O adiamento, provocado pela epidemia do novo coronavírus, segue-se à decisão o Vaticano de remeter para nova data um encontro do Dicastério para os Leigos, Família e Vida (Santa Sé) com comitivas da Pastoral Juvenil de todo o mundo, numa medida de “precaução”, por recomendação das autoridades sanitárias da Itália.

D. Américo Aguiar, bispo auxiliar de Lisboa, diz a delegação portuguesa terá “mais de mil jovens”, para estar com o Papa Francisco num momento de “festa”.