Conferência celebra os 700 anos da Ordem de Cristo

Guadalupe Pereira

O adro da Capela do Parque de Santa Catarina, acolhe esta sexta-feira, pelas 19h00, uma conferência a respeito dos 700 anos da Ordem de Cristo em Portugal, e do Funchal como primeira Diocese Global, organizada pela Câmara Municipal do Funchal e pelo Grémio Literário da Madeira, com o apoio da Diocese do Funchal.

A evocação desta data, contará com a presença dois oradores o Professor Rui Carita, com o tema “A Ordem de Cristo e a estrutura económica e militar da Madeira” e a Professora Cristina Trindade, com uma intervenção sobre “D. Diogo Pinheiro e D. Frei Manuel Coutinho, membros da Ordem de Cristo e bispos do Funchal”.
O objetivo desta iniciativa é “recordar os primeiros passos e a evolução da Ordem de Cristo em Portugal” e ainda, a” atuação dos dois bispos madeirenses que pertenciam à Ordem de Cristo”, disse Cristina Trindade.
A primeira grande rede imperial moderna foi criada sob domínio português e a sua construção foi acompanhada pela concomitante edificação das bases da Igreja Católica nos novos mundos descobertos através da ação dos missionários de várias ordens. A Ordem de Cristo ficou durante muitos anos com a tutela deste processo de edificação da Igreja nos novos territórios, tendo sido a Madeira erguida como primeira grande rampa de lançamento desta política expansionista. De tal modo, que em 1514 se edificou a primeira diocese com sucesso em território ultramarino sob domínio português: a Diocese do Funchal.
A Diocese do Funchal foi a maior diocese do mundo aquando da sua criação e durante algumas décadas, dependia da Ordem de Cristo e detinha jurisdição sobre todos os territórios descobertos e a descobrir, isto é, envolvia três continentes.