Bispo do Funchal pede aos madeirenses para ajudarem o povo da Venezuela

Patrícia Gaspar

D. Nuno Brás, bispo da Diocese do Funchal, pediu este sábado aos madeirenses para que contribuam e ajudem o povo da Venezuela, através das organizações existentes, e individualmente, “procurando os canais” para o puderem fazer.

“Não podemos dizer: ‘já fiz tudo o que podia fazer, agora quem quiser que faça o resto”, afirmou D. Nuno, na homília, durante a Missa pela Paz na Venezuela a que presidiu, na igreja do Colégio, no Funchal.

Evocando o exemplo de Cristo, o chefe da Igreja madeirense lembrou que os cristãos devem agir sem esperar recompensas e apelou também à oração por quem vive do outro lado do Mundo.

A Igreja do Colégio encheu-se, hoje, de fiéis, na celebração da Eucaristia em solidariedade para com a Venezuela, não faltando a bandeira daquele país.

Para o bispo do Funchal, é importante que a comunidade cristã continue a rezar para que “se evite um banho de sangue”, para que haja paz e os venezuelanos “possam viver em tranquilidade e com prosperidade”.