O ISAL vai abrir uma pós-graduação em Gestão e Administração Pública

David Spranger

A revelação foi feita por Sancha Campanella, advogada e responsável pelo ISAL, esta manhã no decorrer dos estados gerais do Partido Socialista.

O ISAL vai abrir uma pós-graduação em Gestão e Administração Pública, tendo como orientador científico o ‘catedrático Bacelar Gouveia. A revelação foi feita por Sancha Campanella, advogada e responsável pelo ISAL, instituto politécnico regional que, conforme relevou na sua intervenção estados gerais do PS-Madeira, que vão decorrendo ao longo deste sábado.

O propósito, é também, ir correspondendo às necessidades do mercado, com a responsável a relevar que “nos últimos anos vem se esbatendo a diferença entre os que optam pelo ensino universitário e aqueles que escolhem o técnico para a respetiva formação”.

Sancha Campanella diferencia o ensino universitário como mais teórico e o politécnico como mais prática, e quiçá mais adaptado às atuais exigência, considerando na hora das escoa ainda existe uma questão cultural por detrás: “toda a gente quer ir é para a universidade e ninguém gosta de dizer que está no politécnico”.

No entroncar com a modernização da administração pública, existe, pois, essa necessidade de adquirir novas valências por parte dos quadros, que resultam, igualmente, “numa auto-motivação acrescida. As pessoas gostam de estar dotadas de novas ferramentas, não se sentido excluídas”, e em mais uma exaltação das importância do ensino técnico, disse ter tido acesso a um estudo que indicador que “daqui a 20 anos, 60 por cento da população terá uma profissão que não foi ainda inventada”.