D. António Carrilho passa a Administrador Apostólico

Miguel Silva

Igreja deve adoptar a nova designação a partir de hoje e até a data da posse de Nuno Brás, a 17 de fevereiro, como confirmou ontem o JM.

A informação acaba de ser divulgada pela Diocese do Funchal, numa nota em que confirma, como o JM disse ontem, a ratificação do nome de Nuno Brás como novo bispo.

"A Santa Sé tornou público, às 11h, de hoje, sábado, 12 de janeiro, que o Papa Francisco nomeou o Bispo Auxiliar de Lisboa, D. Nuno Brás da Silva Martins, como novo Bispo do Funchal. Ao mesmo tempo o Papa Francisco aceitou a renúncia ao governo pastoral da Diocese do Funchal apresentada por D. António Carrilho, conforme estabelece o Cânone 401§1 do Código de Direito Canónico."

Acrescenta a nota da Diocese que "Até à tomada de posse do novo Bispo D. Nuno Brás, D. António Carrilho governará a Diocese como Administrador Apostólico. Assim, a partir do dia 12 de janeiro, a menção dos nomes dos pastores da nossa Igreja deverá seguir o seguinte modelo extraído da Oração Eucarística II: "Em comunhão com o Papa Francisco, o nosso Administrador Apostólico António e todos aqueles que estão ao serviço do vosso povo".

Adianta ainda que "a partir do dia da tomada de posse, o nome do Bispo deve ser proferido na Oração Eucarística por todos os presbíteros que celebrem Missa dentro da Diocese. Logo, a partir da tomada de posse, a menção dos nomes dos pastores de nossa Igreja deverá seguir o seguinte modelo extraído da Oração Eucarística II: "Em comunhão com o Papa Francisco, o nosso Bispo Nuno e todos aqueles que estão ao serviço do vosso povo".

Tal como JM confirmou na edição online de ontem, a Diocese confirma hoje que a cerimónia de "Tomada de Posse do Novo Bispo acontecerá no Domingo, dia 17 de fevereiro, às 16h na Sé do Funchal."