Última Hora: Já há novo bispo do Funchal

Miguel Silva, Carla Ribeiro e Guadalupe Pereira

D. Nuno Brás é o novo bispo do Funchal, confirmou o JM junto de fontes da Igreja. A nomeação vai ser oficializada amanhã, mas entidades religiosas madeirenses já conhecem a decisão do Vaticano.

O nome escolhido para o lugar de D. António Carrilho vem de Lisboa. É atualmente bispo auxiliar e professor da Faculdade de Teologia na Universidade Católica Portuguesa.

A escolha acaba por não ser propriamente uma surpresa. Conforme tem dado conta o Jornal, desde há vários meses que se fala na possibilidade de Nuno Brás vir a ser nomeado bispo da Diocese do Funchal. Porém, essa opção gerou alguma celeuma entre sacerdotes mais conservadores que manifestaram a sua discordância em Lisboa, junto do Núncio Apostólico, entidade que representa o Papa em Portugal.

Entretanto, o processo foi sendo protelado e D. António Carrilho foi ficando mais tempo do que esperava depois de pedir a renúncia por ter atingido os 75 anos, o limite de idade para o exercício deste ministério.

Agora, quase dois anos depois de ter pedido para deixar a Diocese, António Carrilho acaba de conhecer o nome do seu substituto, embora publicamente só deva ser revelado e confirmado oficialmente amanhã, 12 de janeiro.

O novo bispo do Funchal tem 54 anos de idade. Nasceu em Vimeiro, na Lourinhã, licenciou-se em Teologia em 1985 e dois anos depois foi ordenado sacerdote em Lisboa.

Mais recentemente, em 2011, D. Nuno Brás foi nomeado bispo titular da Diocese de Elvas pelo então cardeal patriarca José Policarpo.

Entretanto, em 1999, obteve o grau académico de doutoramento em Teologia Fundamental pela Pontíficia Universidade Gregoriana em Roma. Já depois disso, entre 2002 e 2005, foi reitor do Colégio Português em Roma. Ao regressar a Portugal foi reitor do Seminário Maior de Cristo Rei dos Olivais, em Lisboa, até 2011.