Orçamento Participativo do Funchal com seis propostas vencedoras

O Orçamento Participativo do Funchal vai concretizar seis das 37 propostas finalistas, sendo a cobertura do campo de jogos da escola Visconde Cacongo a que angariou maior número de votos e um valor total de 100.000 euros, anunciou esta manhã o presidente da Câmara Municipal do Funchal.

A cobertura do polidesportivo da Escola EB 1/ PE Ribeiro Domingos Dias (100.000 euros), a pavimentação do campo de jogos da escola Visconde Cacongo (100.000 euros), a reparação da sede dos escuteiros do agrupamento 432 (100.000 euros), a instalação de wi-fi em toda a cidade e paragens de autocarro (30.000 euros) e, finalmente, a cobertura do último piso do estacionamento do edifício 2000 para atividades do Centro Comunitário do Funchal e construção de uma cozinha (100.000) foram outras das propostas que esgotaram o "plafond" de meio milhão de euros.

De acordo com Paulo Cafôfo, esta edição teve um total de 20 mil votos, constituindo um «verdadeiro exemplo» de cidadania.

«Não há que ter medo da participação dos cidadãos», vincou o autarca, adiantando que este ato delibertivo atribui os «meios necessários» para que os cidadãos possam «conduzir os seus próprios assuntos».

Recorde-se que a fase final do segundo Orçamento Participativo do Funchal decorria desde o início de maio, sendo que as 37 propostas deste ano iam desde o Ambiente às Obras Públicas, passando pela Causa Animal, as Acessibilidades, a Prevenção e a Segurança, entre outras.

Tânia Nascimento