Olavo Câmara critica ausência do Governo Regional nas reuniões negociais e preparatórias do novo PAC

"Se o senhor secretário não está disposto a salvaguardar os interesses da agricultura madeirense, o que é que ainda faz por aqui?", questionou o deputado do PS na Assembleia da República.

Olavo Câmara, deputado do Partido Socialista-Madeira à Assembleia da República, criticou, hoje, severamente, a ausência do Governo Regional nas reuniões negociais e preparatórias do novo Plano Estratégico para a Política Agrícola Comum (PAC).

Esta tarde, na Comissão de Agricultura e Mar, com a presença da ministra da Agricultura, o deputado socialista mostrou a sua preocupação em relação ao facto de a Região não ter vindo a demonstrar "muito interesse e vontade" em garantir as especificidades da agricultura madeirense neste âmbito.

Olavo Câmara apontou baterias à deputada social-democrata Sara Madruga da Costa por, ao invés de defender os interesses dos madeirenses, "tentar justificar o injustificável, que é a ausência do secretário regional da Agricultura nessas reuniões onde pode mostrar o peso que a Madeira deve ter no futuro da PAC em Portugal, naquilo que é o interesse da agricultura madeirense".

O parlamentar socialista lançou duras críticas ao secretário regional com a pasta da Agricultura, Humberto Vasconcelos, que justificou que não tem de estar "submetido à agenda da senhora ministra. Até pode não ter de estar submetido, mas aqui a única agenda que estava em questão era o interesse da Madeira", apontou Olavo Câmara, deixando uma questão: "Se não está disposto a garantir a salvaguarda dos interesses da agricultura madeirense ao nível nacional, o que é que o senhor secretário ainda faz por aqui?"