Amigos do Parque Ecológico comemoram 24 anos com atividade no Santo da Serra

A Associação dos Amigos do Parque Ecológico do Funchal comemora, este sábado, o 24.º aniversário, assinalando a data com um encontro no Campo de Educação Ambiental do Santo da Serra.

“São já 24 anos que esta associação completa no próximo sábado, 11 de Junho, assinalando todo o trabalho de sensibilização e educação dos cidadãos madeirenses, alertando para questões sensíveis que podem condicionar o presente e o futuro da nossa ilha e de quem aqui vive, recuperando a mancha de espécies autóctones nas zonas mais elevadas do maciço montanhoso central e, mais recentemente, criando um segundo campo de educação ambiental no Santo da Serra, uma dádiva que nos foi legada para preservação”, refere a associação.

“Por isso, decidimos fazer uma pequena alteração no nosso programa de actividades, passando para este Sábado, 11 de Junho, a actividade de manutenção no Campo de Educação Ambiental do Santo da Serra — Eva e Américo Durão, prevista para 25 de Julho, data em que realizaremos outra actividade de manutenção mas nas nossas plantações de montanha, no Pico do Areeiro e no Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha”, continua.

“Assim, em jeito de comemoração do aniversário, dedicaremos a parte da manhã à limpeza de algumas infestantes e ao cuidado das plantas que ali vivem, no sentido de melhorar o estado deste espaço que temos vindo a recuperar desde há pouco mais de um ano. Findo esse trabalho, cerca das 13:00, poderemos reunir-nos para fazer um piquenique. Os presentes poderão também aproveitar para fazer uma visita ao Campo de Educação Ambiental”, prossegue.

As inscrições para participar nesta atividade podem ser feitas por e-mail — info@amigosdoparque.com — ou através do formulário de inscrição no blogue da associação, até às 18:00 de 6ª feira. Também o poderá fazer pelo telefone 962 593 770, quarta e sexta-feira, entre as 16:00 e as 18:00.

A participação é gratuita tanto para sócios como para não sócios.

A associação sublinha ainda que cada participante deverá deslocar-se pelos seus meios ou utilizando os transportes públicos existentes, e que cada um “deverá trazer consigo a alimentação necessária que, em ambiente de piquenique mas respeitando as regras sanitárias e de distanciamento, também poderá ser partilhada”.