Recomendações da Saúde não evitam abraços à chegada ao aeroporto

Carla Ribeiro

‘Salud’, brindava, ontem, um passageiro que viajou de França para a Madeira e que foi recebido com uma banana, uma garrafa de água e uma pequena garrafa de vinho Madeira.

Visivelmente satisfeito por estar de férias na Região, o passageiro, que chegou integrado num grande grupo de amigos, fez o teste na Região e seguiu de autocarro para uma unidade hoteleira. Mas se este estava visivelmente alegre, um casal, menos jovem, que também vinha de França para a Madeira, estava chateado.

Tudo porque as autoridades regionais não aceitaram o teste negativo feito há mais de uma semana. Claro que homem e mulher tiveram de repetir o teste, para tristeza do casal, que esbracejou e ainda tentou contra-argumentar. Também triste estava a mulher, amiga, que os aguardava há mais de uma hora. Havia a certeza que os amigos do continente, mas que viviam em França, vinham já com o teste feito e negativo. “E agora? Temos de ter muito cuidado!”, dizia ela, em voz alta, ao telemóvel, para alguém do outro lado da linha.

Entretanto, uma guia dizia para outra: “se não tem máscara, não fales com eles. Recusa-te!”. Quisemos saber se tem havido muito incumprimento por parte dos turistas que nos visitam. A guia, que não se identificou, garantiu que não. Mas afiançou que são os alemães os mais respeitadores. “Ontem, uma holandesa tirou a máscara e disse que não a usava porque estava calor. Então recusei-me a falar com ela. Hoje, aconteceu outra vez com um senhor que tirou a máscara assim que acabou de fazer o teste à covid. Alertei-o que tinha de a colocar. Ele disse que estava calor. Respondi que se está calor para ele, também está calor para mim!”, contou ao JM. Mais à frente, um grupo de jovens, que falava por vezes em português, outras vezes em francês, ia mudando a posição da máscara quase a cada minuto. Umas vezes, encaixava a máscara no queixo, outras vezes, na cara, mas com o nariz de fora. E havia vezes que a máscara servia de bandolete.

Leia mais na edição impressa desta quarta-feira.