Porto Santo assinalou 40.º aniversário da sua central dessalinizadora

Lúcia M. Silva

A secretária regional do Ambiente e Recursos Naturais, Susana Prada, participou esta manhã no 40.º aniversário da Central Dessalinizadora do Porto Santo, uma infraestrutura construída pelo Governo Regional, nos finais da década de 70, gerida atualmente pela ARM.

Na ocasião, a governante enalteceu a "visão empreendedora desta infraestrutura", alicerçada "em conhecimento e tecnologias de topo à época permitiram reescrever o futuro da história do Porto Santo", e focou o "desafio tecnológico e económico para o Governo Regional no final da década de 70".

"Esta foi uma conquista da Autonomia", realçou, salientando que a mesma foi, "sem dúvida, um dos motores de desenvolvimento social e económico" do Porto Santo.

Considerando esta infraestrutura como uma "história de sucesso, de visão e de pioneirismo", Susana Prada disse ainda que esta "é uma história de desenvolvimento e de crescimento sustentável que garantiu qualidade e autonomia de acesso a um bem tão precioso como a água".

Lembrando que o fenómeno das alterações climáticas "coloca uma pressão extrema sobre os recursos hídricos do planeta, já de si escassos, e exige de todo um consumo mais consciente", a governante aproveitou o momento para referir que "desde há 15 anos que todas as águas residuais são reutilizadas em regadio e lavagem de instalações no Porto Santo".

"Mais um exemplo de economia circular que evidencia decisões políticas, ambientais de responsabilidade e de conhecimento necessárias ao exigente equilíbrio das dimensões ambiental, social e económica", sustentou.