Albuquerque pede que Marcelo interceda e obrigue o Estado a cumprir responsabilidade

O presidente do Governo Regional solicitou a intervenção de Marcelo Rebelo de Sousa junto do Governo Central, de maneira a terminar com o que considera ser “uma atitude inqualificável” por parte de sucessivos governos no relacionamento com a Madeira, que podem levar a uma “dialética política que não interessa a ninguém”.

Nos paços do concelho câmara-lobense, Albuquerque solicitou que Marcelo Rebelo de Sousa desempenha a função de interlocutor da Região junto da República, criticando, uma vez mais, a falta de apoio do Estado, que diz ferir os direitos constitucionais dos madeirenses.

“Contamos consigo, não com um sentido paternalista, não precisamos de tutores nem de favores, precisamos que o Estado cumpra os seus deveres dentro dos princípios democráticos”, vincou o presidente do Governo Regional, acusando o Governo Central de negar responsabilidades para com a Madeira.