“A dívida da Madeira não existe”, diz Alberto João Jardim

Patrícia Gaspar

“A dívida da Madeira, não existe. A Região endividou-se para colmatar aquilo que era obrigação do Estado”, afirmou, esta quarta-feira, Alberto João Jardim.

O ex-líder do Governo Regional diz que sem dívida a Madeira não teria desenvolvimento porque o Governo da República “não faria, se não tivéssemos feito” e defende que esta questão tem de ser resolvida de uma vez por todos como se fez em Espanha.

Para além da revisão constitucional e do Estatuto Político Administrativa, a questão da continuidade territorial é outro dos temas prioritários a resolver.

“São as questões que uma vez resolvidas - e devem começar já a ser negociadas com Lisboa - está garantida a unidade nacional. O resto são pormenores: a Região tem de ter a sua politica fiscal própria, tem de saber resolver os seus problemas económicos e sociais tem que mostrar que tem unhas”, defendeu Jardim, no Dia da Região.