Conta da Região 2018: Fundos europeus ‘chamados’ ao Parlamento

Sérgio Gonçalves, deputado do PS-Madeira, abordou no Parlamento a questão da rentabilização dos apoios comunitários pela Região.

“Ficaram muitos milhões por transferir”, insistiu depois o socialista Miguel Iglésias.

Já Élvio Sousa, deputado do JPP, acusou o Governo de recusar baixar em impostos, mas exigir isso mesmo às Câmaras.

Na resposta, Pedro Calado - que contou com tempo disponibilizado pela banca do CDS para prolongar a sua intervenção – garante que a Madeira fez uma “boa” execução dos fundos comunitários, acusando Miguel Iglesias e Paulo Cafôfo de “terem memória curta” e de terem demonstrado incompetência na gestão de certos projetos, quase pondo em causa a rentabilização de fundos comunitários.

A Élvio Sousa, Calado acusa a Câmara de Santa Cruz de incoerência e de aplicar 350 mil euros em fogo de artifício para “depois vir pedir dinheiro ao governo”.

Está assim concluído o debate da Conta da Região de 2018, segue-se a sessão de encerramento.