Saídas de 72 horas livres de quarentena na Região

Quem sair dos aeroportos da Madeira e regressar no prazo de 72 horas fica dispensado de cumprir o confinamento obrigatório. Apenas os passageiros frequentes terão de apresentar resultados negativos 72 horas antes do desembarque, embora a Autoridade de Saúde Regional reserve o direito de melhor avaliar casos pontuais. Este é o assunto em destaque no JM de hoje.

Ferry esquecido. O Governo Regional assume, ao JM, que os contactos com a República "não surtiram o efeito desejado" e o ferry, que deveria ligar a Madeira ao continente durante todo o ano, é hoje uma miragem. A operação, que consta do Orçamento de Estado e foi anunciada por Paulo Cafôfo ao Jornal, não saiu da 'gaveta'. Para ler, nas páginas 18 e 19.

ACIN ganha litoral alentejano. A Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral recorreu à plataforma iLink - Digital Sharing para cumprir com a legislação em vigor referente à faturação eletrónica.

Tolentino Mendonça já tem rumo para Portugal. Nas comemorações do 10 de junho, o cardeal madeirense disse não querer que o País veja a geração mais velha "como um peso" e pediu um pacto intergeracional. Na Madeira, Ireneu Barreto diz-se "empenhado" para que a República corresponda às reivindicações do Governo Regional.

Saiba também que 1,8 milhões reforçam segurança e operações no cais de Machico e ginásios sofrem quebras acentuadas com as limitações impostas.

Leia mais sobre estes e outros assuntos na edição impressa de hoje do seu JM.