Nadadores Salvadores com formação sobre a Covid-19 promovida pela Capitania do Funchal

Paulo Graça

A Capitania do Porto do Funchal vai realizar e promover uma ação de sensibilização e de formação para os Nadadores Salvadores Profissionais, numa iniciativa que visa preparar a época balnear e as alterações de procedimentos em caso de socorro aos banhistas.

A actividade visa preparar os profissionais do socorro na atuação perante situações relacionadas com a Covid 19, no exercício da atividade de assistência a banhistas que tenham como objeto de atividade o salvamento marítimo, socorro. No âmbito da Covid-19 resta saber se os nadadores-salvadores vão estar ocupados a verificar quantas pessoas se encontram na praia, além de desempenhar a função salvar vidas e fazer vigilância, isto sim aquilo para que foram treinados.

Ao nível nacional, os nadadores-salvadores vão ter de enfrentar o desafio de ter de usar óculos, bata e máscara, quando em situação de socorro. Resta saber se assim será, aqui, na RAM. Esse será, certamente, um debate a ter nessa formação promovida pela Capitania do Porto do funchal. Contudo, as normas e recomendações, tal como todo o protocolo, vão ser publicados nos próximos dias.

Como se sabe e já determinado pela Autoridade Nacional Marítima (ANM), foi automaticamente prorrogada a validade da certificação dos Nadadores Salvadores que já a perderam este ano ou que a perderão até ao dia 15 de outubro, sem a necessidade de realização do Exames Específicos de Aptidão Técnica (EEAT) de recertificação, atendendo à impossibilidade física deste ser realizado devido á pandemia da Covid-19.