PCP quer apoios aos produtores de cereja e ginja na Madeira

Segundo nota do PCP enviada ao JM, os produtores de cereja e de ginja na ilha da Madeira estimam que, neste ano, terão perdas de produção entre os 80 e os 90% da produção tida por normal, em consequência de impactos negativos de condições meteorológicas extremas e negativas para aquela produção regional.

Atendendo à situação, o deputado do PCP Ricardo Lume considera que é “da maior urgência” que o Governo Regional da Madeira estabeleça um regime extraordinário de apoios compensatórios pelas quebras na produção, de forma a salvaguardar não só coesão económico-social e a base de rendimentos dos agricultores, como também a capacidade produtiva para o futuro.

O deputado comunista afirma que “As dificuldades existentes, os prejuízos muito elevados, a perda de rendimentos que os produtores terão de enfrentar requerem que o Governo Regional adote medidas supletivas para apoiar os produtores”.

Face à problemática o deputado Ricardo Lume apresentará na Assembleia Legislativa da Madeira um Projeto de Resolução reivindicando apoios compensatórios pelas quebras na produção de cereja e de ginja.

O objetivo é que o Governo Regional proceda, através dos serviços competentes da Administração Regional, ao “levantamento da extensão das quebras de produção de cereja e de ginja em cada um dos produtores e em cada uma das localidades” e que “adote uma programa extraordinário para apoiar os agricultores/produtores de cereja e de ginja”.