Saiba qual a explicação que a Empresa de Cervejas da Madeira dá para colocar 240 trabalhadores em lay-off

Alberto Pita

A Empresa de Cervejas da Madeira emitiu há instantes um comunicado a explicar a decisão de colocar 240 dos 242 trabalhadores da empresa em lay-off.

Segue o comunicado na íntegra:

"A Empresa de Cervejas da Madeira enviou a todos os seus colaboradores uma comunicação informativa relativa às perspectivas da empresa face à pandemia COVID-19.
Na referida informação, a gerência da ECM prevê iniciar, entre os dias 10 e 20 de Abril corrente, para já por um período de um mês, o regime de lay-off simplificado de acordo com a legislação em vigor.
A ECM tem actualmente 242 colaboradores activos.
Como forma de continuar a normal distribuição de produtos pelos clientes em actividade, principalmente no canal alimentar ( por exemplo supermercados), será realizado um lay-off parcial para cerca de quarenta colaboradores. Outras actividades essenciais relacionam-se com o departamento de recursos humanos, serviços administrativos, manutenção e limpeza indispensáveis.
Durante este período, extraordinário na vida da empresa, será suspensa a produção das marcas da ECM até que se verifique a sua necessidade.
A empresa garante a continuidade do serviço aos seus clientes sem interrupção.
Como forma de minorar as preocupações do seu universo de trabalho a ECM irá antecipar para o final de Abril o pagamento do subsídio de Natal relativo a 2020.
No entendimento da gestão da ECM estas são as medidas que se ajustam, na actualidade, na perspectiva da manutenção dos postos de trabalho e da solidariedade entre todos nesta fase difícil da vida das famílias e das empresas, agravada pelo completo desconhecimento das expectativas futuras.
Continuam abertas ao público as Lojas CORAL, na Ribeira Brava e na Rua Alferes Veiga Pestana no Funchal, operadas em parceria com a ECM."

Informação adicional (19h40): O lay-off irá abranger 240 trabalhadores da ECM, sendo que 200 serão abrangidos pelo lay-off total e 40 ficarão em regime de lay-off parcial, estes manterão atividade para responder às encomendas atuais.