Madeirense em quarentena prefere ficar na Quinta do Lorde mesmo que teste dê negativo

JM

É uma questão de “segurança”, afiançou ao JM um madeirense, funcionário de uma companhia aérea, que está de quarentena na Quinta do Lorde, e que prefere ficar lá instalado durante os 14 dias, mesmo que o teste a que foi submetido resulte em negativo.

Chegou a esta unidade hoteleira ontem, terça-feira, e confirmou que não lhe “tem faltado nada”.

O madeirense foi uma das pessoas a quem fizeram o teste para o coronavírus, a quem informaram que era uma questão de horas, entre “quatro a seis”, até receber o resultado.

Porém, foi categórico ao afirmar que, mesmo que o resultado seja negativo, não vai querer sair da Quinta do Lorde “antes dos 14 dias e pôr o resto da minha família em risco”.

“Era uma boa opção, poder ficar aqui até ao fim da quarentena, para ter a certeza absoluta que, quando sair daqui, não tenho o vírus e não ponho as outras pessoas em perigo”, sublinhou.