Hotel no Garajau obrigado a chamar a polícia depois de turistas recusarem ficar em quarentena

Um grupo de turistas (alegadamente polacos) recusou cumprir o período de 14 dias de quarentena numa unidade hoteleira no Garajau.

Testemunhas oculares referem que os responsáveis do hotel foram obrigados a contactar as autoridades policiais para tentar forçar a permanência obrigatória dos turistas no hotel, como determinou o Governo Regional para todos os que chegam à ilha desde a meia-noite de domingo.

O JM já contactou a referida unidade hoteleira, cuja atuação justificou elogios por parte dos residentes na localidade, mas ainda não obteve resposta.