‘Brinertes’ obrigada a suspender atividade no Faial

A empresa ‘Brinertes’, com sede no Faial, informou os seus clientes, fornecedores e colaboradores que foi obrigada a suspender a atividade por tempo indeterminado. Em causa estarão mais de 20 postos de trabalho diretos, para além de serralheiros e mecânicos que colaboram com a empresa.

“Somos a única empresa deste ramo na costa norte”, refere uma nota da empresa, acrescentando que fornece inertes para São Vicente, Machico, Santa Cruz, Funchal, Câmara de Lobos, Ribeira Brava e Ponta do Sol.

“Como sabemos, a pedra é a matéria prima utilizada nesta empresa para transformação em agregados, pelo que, sem ela, a nossa empresa fica sem condições para poder continuar a laborar”, explica a ‘Brinertes’, após a ocorrência de uma intervenção que contou com presença policial.

A impossibilidade de obtenção de pedra, a que a ‘Brinertes’ é alheia, vai obrigar a empresa a “suspender a atividade laboral, por tempo indeterminado”, a partir da próxima segunda-feira.

O JM vai continuar a acompanhar este caso.