Antiga estação de comboio do Monte amanhece com portas trancadas

JM

A antiga estação de comboio do Monte, no Largo da Fonte, tem agora as portas fechadas, com uma tábua de madeira, dois dias depois da denúncia de Pedro Pereira, presidente da Juventude Popular da Madeira.

Recorde-se que, no sábado, o líder da JP lamentou o estado de degradação em que se encontra a antiga estação de comboio do Monte, no Largo da Fonte, adquirida pela Câmara Municipal do Funchal há três anos.

“Há três anos a Câmara Municipal do Funchal comprou a antiga estação de comboio do Monte no Largo da Fonte por 200 mil euros! Passados três anos a nova proprietária ainda nem teve tempo de limpar o interior do edifício até para minimizar riscos para a saúde pública e outros! Fazer as obras de recuperação então nem se fala! Se o proprietário fosse privado já tinha sido notificado para limpar esta desgraça, mas quem é que notifica a Câmara e os seus responsáveis?!”, acusou Pedro Pereira, na sua página do Facebook.

O presidente da Juventude Popular ironizou ainda para que, em 2021, “vamos dar guia de marcha a esta gente que, claramente, não sabe gerir o dinheiro e os bens públicos!”, criticou.

Veja o antes e o depois na nossa galeria de fotos.