Falta de pessoal no Bela Vista deixa enfermeiros frustrados e saturados

A falta de pessoal no Lar da Bela Vista tem deixado saturados os funcionários, que se veem obrigados a esforços redobrados para responder ao trabalho excessivo durante os turnos, tal como noticiou o JM, em janeiro. No entanto, a situação não é exclusiva dos assistentes operacionais, afetando também os enfermeiros desta instituição.

Depois da publicação da notícia, a 21 de janeiro passado, chegaram ao Jornal novas queixas e relatos de excesso de trabalho, devido ao reduzido quadro de profissionais de enfermagem, e à constante rotatividade de pessoal.

A saída de alguns enfermeiros para integrar os quadros do SESARAM, no passado mês de dezembro, apenas veio agudizar uma situação precária que já se arrastava há vários meses. Em certos turnos, garantem, há apenas dois enfermeiros para um total de nove pisos, o que significa que cada profissional pode ficar responsável por mais de 100 utentes.

Esta segunda-feira, o Lar da Bela Vista recebe mais dois novos enfermeiros, número que a mesma fonte adianta ser ainda insuficiente, face à capacidade atual da instituição.

Leia mais na edição impressa desta segunda-feira.