4 escolas da Madeira participam nas VII Olimpíadas da Economia a 15 de janeiro

A primeira fase das VII Olimpíadas da Economia decorrerá no dia 15 de janeiro em 127 Escolas Secundárias e Profissionais de Portugal, o que consubstancia um recorde absoluto de participação neste evento, no qual a Região estará representada.

As quatro escolas da Região que vão participar na iniciativa são as seguintes: Escola Secundária Francisco Franco; Escola Básica e Secundária de Machico; Escola Básica e Secundária Padre Manuel Álvares e Escola Básica e Secundária Bispo D. Manuel Ferreira Cabral.

As VII Olimpíadas da Economia decorrem no ano letivo 2019/20, tendo como tema a Economia Circular e destinando-se a Escolas Secundárias e Profissionais de Portugal. A prova da Primeira Fase é composta por 50 questões de resposta fechada e uma questão de resposta aberta, desafiando os participantes com problemáticas sobre conceitos de economia e gestão, atualidade económica, história e personalidades económicas ou política económica e, naturalmente, com foco maior na economia circular.

Na VII Edição, as OE contam com a inscrição de 125 Escolas Secundárias e 2 Escolas Profissionais, em representação de 83 municípios de Portugal. Ao todo encontram-se representados 17 distritos e as 2 Regiões Autónomas de Portugal, sendo o distrito de Évora o único sem qualquer escola participante. Nas VI Olimpíadas da Economia haviam participado 103 escolas.

A Primeira Fase das Olimpíadas da Economia apurará os 60 melhores participantes da Primeira Fase para participarem na Fase Final, que decorrerá em Coimbra de 17 a 19 de abril.

Os cinco vencedores das VII Olimpíadas da Economia serão apurados para a Fase Final das III International Economics Olympiad, que decorrerão de 21 a 30 de julho no Cazaquistão. Na passa edição, Portugal conquistou duas medalhas de bronze a nível individual nas International Economics Olympiad, que decorreram na Rússia.

As Olimpíadas da Economia têm como objetivo promover o gosto pela ciência económica nos jovens estudantes portugueses, sendo organizadas desde 2013 por um grupo de jovens “recém-economistas” com origem em Coimbra.

As Olimpíadas da Economia contam com o apoio científico da Universidade de Coimbra e com o apoio a nível de divulgação do Ler + Ciência – Plano Nacional de Leitura.

Para o fundador e coordenador geral da iniciativa, João Pedro Santos, os resultados alcançados no respeitante às inscrições de escolas são o reflexo da avaliação positiva que as escolas participantes têm feito à implementação das Olimpíadas da Economia.

Relativamente à VI Edição, as Olimpíadas da Economia garantiram a reinscrição de cerca de 90% das escolas participantes. Tal indicador é notório da satisfação das escolas secundárias, o nosso “cliente”, para com o nosso processo.

Conseguimos, de modo análogo, recuperar algumas escolas que haviam participado em edições anteriores e se voltaram a juntar a nós na Primeira Fase. Garantimos, ainda, a inscrição de cerca de 20 novas escolas, garantindo o aumento do nosso impacto assim como o crescimento da abrangência territorial do projeto.