Defuntos trocados no Hospital Dr. Nélio Mendonça (atualizado)

Redação

A semelhança dos nomes terá levado a uma troca de defuntos na morgue do Hospital Dr. Nélio Mendonça, no passado domingo.

Na notícia, avançada hoje pela RTP-Madeira, é explicada a razão da troca: "a confusão terá acontecido devido à semelhança de nomes das duas pessoas, bem como ao facto de ter sido a agência funerária a fazer o reconhecimento do finado", pode ler-se.

A RTP-Madeira ouviu a coordenadora das casas mortuárias da Região, Fátima Teixeira, que não se lembra de uma situação semelhante. "Em 30 anos foi a primeira vez", disse.

Segundo a mesma responsável, "o risco de troca é nulo", mas admite que "um nome igual poderá levar a alguma confusão, daí a importância do reconhecimento da família".

Foi na hora do funeral, no Porto Santo, que uma das duas famílias envolvidas nesta trama deu pela troca. A transferência do defunto para a 'ilha dourada' custou-lhes 300 euros, verba que o SESARAM, de acordo com a reportagem, diz que não vai assumir.