Jardim apresenta protesto e vai impugnar eleições do PSD

JM

Alberto João Jardim revelou há instantes que vai apresentar protesto e que vai impugnar eleições diretas do PSD.

À chegada à sede do PSD, no Funchal, o antigo presidente do partido disse que este ato eleitoral "vai, em todo o território nacional menos na Região Autónoma da Madeira, traduzir a vontade dos militantes". Disse também que "o caderno eleitoral que está aqui a servir de base é ilegal" e que entregou o seu proposto na mesa de Santa Luzia, pedindo a impugnação das eleições. para Lisboa.

Na opinião de Jardim, este "é um episódio lamentável" porque "o PSD daqui está a dar um ar perante o país de continuar no tempo das 'chapeladas'" e "isto tem de começar nos eixos".

"Um partido não pode andar à mercê do poder do dinheiro", atirou.