PCP denuncia precariedade na RTP Madeira

O PCP promoveu hoje uma iniciativa junto à RTP/Madeira, a primeira de diversas para alertar para a precariedade que afeta milhares de trabalhadores no setor público e privado da Região.

Edgar Silva disse que a situação dos trabalhadores precários na RTP/Madeira é um dos “processos mais escandalosos” do País, pois os “18 trabalhadores precários continuam na situação intolerável de exploração”, sendo a Madeira o “único centro de Produção da RTP em que os precários continuam a ser mão de obra escrava”, pois em Lisboa, Porto e Açores os problemas foram resolvidos.

“Uma vez que o Conselho de Administração da RTP não cumpriu com as promessas, chegou a hora de envolver o Parlamento e cada um dos partidos políticos num movimento de apoio à justa luta do Sindicato e dos trabalhadores da RTP/Madeira”, frisa.

Acrescenta o PCP que desta ‘Semana da Precariedade Laboral" deverão resultar propostas concretas de acção visando contribuir para a elevação da qualidade do emprego e do respeito pelos direitos dos trabalhadores.