Escola do Arco da Calheta reforça experiência europeia na Eslovénia

Alunos e professores da EB1/PE/C de Ladeira e Lamaceiros, no Arco da Calheta, encontram-se, esta semana, na Eslovénia para participar num programa de ERASMUS. Trata-se de um projeto que esta escola viu ser aprovado recentemente, também noticiado pelo JM.

“Conhecimento do nosso rico património cultural europeu: um meio de promover a inclusão social” é o lema deste projeto que junta parceiros da Finlândia, Grécia, Itália, Eslovénia e França. A comitiva madeirense, composta por duas professoras e duas alunas, partiu esta segunda-feira para Maribor, onde permanecerá até sexta-feira, dia 8 de novembro.

De acordo com Carlos Loureiro, diretor desta escola, “esta mobilidade tem por objetivo aprofundar o conhecimento da cultura europeia, nomeadamente do país da escola anfitriã, promovendo também a inclusão social dos alunos mais desfavorecidos”.

“Esta é uma oportunidade única para estes alunos, já que nunca tiveram a possibilidade de conhecer outros países e culturas”, finalizou o responsável.