98 alunos do Conservatório recebem diplomas de mérito escolar

O presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, preside, amanhã, dia 29 de outubro de 2019, pelas 17 horas, à cerimónia de entrega de diplomas de mérito escolar a 98 alunos do Cobnservatório - Escola Profissional das Artes da Madeira, em cerimónia a ter lugar na sede desta instituição, à Avenida Luis Camões.

Em comunicado, o gabiente de apoio à presidência ressalta que o dia 29 de outubro de 1946 está definido, pelo Conservatório - Escola Profissional das Artes da Madeira (CEPAM), como a data da fundação da instituição. “Foi nesta data que foi passado o alvará provisório da Academia de Música da Madeira, instituição que foi rebatizada de Conservatório no período autonómico do pós-25 de abril de 1974”, informa a mesma fonte.

Acrescenta que este alvará é, assim, “o primeiro documento oficial desta organização e aquele que lhe concedeu personalidade jurídica, tendo permitido o início do funcionamento das atividades letivas”. “Desta forma, amanhã o CEPAM festejará os 73 anos da sua fundação com uma série de atividades”, refere.

Mais informa que pelas 17 horas, no jardim do edifício sede do CEPAM, “proceder-se-á à cerimónia de entrega dos diplomas de mérito escolar a 98 dos seus alunos dos cursos de Iniciação em Música e Dança, Curso Básico de Música, Curso Secundário de Música e Canto e Cursos Profissionais”.

Lê-se ainda que o “momento será pautado por intervenções artísticas protagonizadas por alunos do Curso Profissional de Instrumentista, Curso Profissional de Instrumentista Jazz e Curso Profissional de Interpretação/Teatro”.

A entrada, segundo a mesma fonte, é livre e aberta a toda a comunidade educativa e público em geral.

Pelas 21h00, desta vez no Design Centre Nini Andrade Silva, no Porto do Funchal, será realizado um concerto comemorativo do Halloween.

“Este espetáculo colocará em palco o Coro Juvenil, o Kombo Rock e o Grupo de Teatro da DSEA/CEPAM que realizarão, pela terceira vez neste espaço, um concerto alusivo a esta época, misterioso e ‘assustador’ como a festividade assim o exige, com entrada livre”, conclui.