JM revela os contornos da estranha exoneração na ZMM

O major-general Carlos Perestrelo foi exonerado hoje das funções que exercia no Comando Operacional da Madeira (COM), mantendo o comando da Zona Militar da Madeira (ZMM).

O despacho do ministro da Defesa Nacional surge na sequência de investigações aos disparos de salvas de pólvora seca em torneios de golfe promovidos no Santo da Serra, o que aconteceu pela primeira vez há um ano, com autorização superior. A abertura do processo foi noticiada hoje pelo DN Funchal, no mesmo dia em que também já foi anunciada a substituição do major-general Carlos Perestrelo.

Na edição de amanhã, o JM relata alguns factos relevantes que adensam o mistério sobre esta estranha exoneração, a apenas 12 dias da normal rotação de comando e que levaria Carlos Perestrelo a uma saída sem mácula, aliás, condicente com a imagem que deixa junto das instituições madeirenses.