Crianças deram ideias "a bordo" da carrinha da cidadania no Funchal

Tânia Nascimento

Quinze alunos da Escola Básica do 1.º Ciclo com Pré-Escolar do Tanque, de Santo António, entraram esta manhã “a bordo” da carrinha da cidadania, que vem percorrendo o País desde outubro de 2016, para partilhar as suas ideias sobre temas como ambiente, saúde e qualidade de vida.

Esta ação esteve inserida no roteiro “Cidadania em Portugal”, que hoje passou pela Praça do Município do Funchal, precisamente onde uma equipa de animadores pôs as crianças “à prova” e onde esteve, também, a secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Catarina Marcelino.
«Esta é a idade certa (para incutir princípios de cidadania). Tenho a convicção de que se trabalharmos com as crianças, estes valores irão para lá da escola, até às suas casas, junto das suas famílias», considerou, esclarecendo que o projeto tem como objetivo «pôr o País a pensar e a debater», precisamente, questões de cidadania e igualdade.
Desde que arrancou, mais de 100 municípios de todo o País aderiram ao roteiro e, embora o Funchal tenha sido o único da Madeira, a governante lembrou que há outros projetos do mesmo tipo a decorrer nas escolas.
Ainda no mesmo dia, a secretária de Estado esteve na Marina do Funchal para assistir a uma campanha de recolha de lixo no mar, momento este que a diretora da Estação de Biologia Marinha do Funchal, Mafalda Freitas, aproveitou para realçar que, este ano, «há menos lixo no mar», o que demonstra, a seu ver, maior sensibilidade por parte dos cidadãos.