Falência da Condor afetaria 25% do mercado alemão na Região

Paula Cabaço declarou hoje, na qualidade de Secretária Regional de Turismo e da Cultura e de presidente da Associação de Promoção da Madeira e em conferência de imprensa, que uma eventual falência da Condor seria preocupante para a Região.

Isto porque a Condor, propriedade da Thomas Cook, assegura oito ligações para a Madeira, sete delas à quinta-feira e uma ao sábado. Ou seja, no caso de os seus voos não continuarem a operar, representaria uma perda de 1.500 lugares semanais e 75 mil lugares anuais para a Região. “Estamos a falar de cerca de 25% do que é o mercado alemão, se pensarmos que temos cerca de 300 mil turistas alemães”, esclareceu Paula Cabaço.

A falência da Condor seria, assim, o cenário mais preocupante para a Madeira. Até porque sete voos para a Região estão agendados para a próxima quinta-feira, sublinhou a secretária.

Apesar de a ligação entre Copenhaga e Funchal ter sido hoje cancelada, em ambos os sentidos, Paula Cabaço refere não ter conhecimento de falência do operador. Assim, ficou assegurado o regresso dos passageiros que viajavam com pacote turístico e os restantes estão a efetuar ‘booking’ direto’.