RIR pede à comunidade lusovenezuelana para "não se deixar enganar" nestas eleições

"Todos sabemos que as pessoas que regressaram da Venezuela, nestas eleições, têm algum algum poder de decisão, pelo que todos os partidos vêm manifestar apoios, promessas e 'palmadinhas nas costas', mas na verdade não vemos nenhum político de esquerda, repudiar ou elogiar, o regime de Maduro", referiu o RIR em comunicado.

Na nota assinada pelo cabeça de lista Roberto Vieira, o RIR desafia estes partidos "a dizerem ao eleitorado oriundo da Venezuela o que pensam daquele regime, se o apoiam ou não".

"Não basta ficar em silêncio, à espera de votos, têm que marcar uma posição, para que estes eleitores possam votar em consciência", conclui.