Medicina: Reconhecimento internacional do valor da Investigação científica efetuada na Madeira

Um trabalho científico intitulado “The contribution of genetics to premature coronary artery disease through diferente degrees of lifestyle factors: a matter of relative significance?”, inteiramente realizado no âmbito da atividade da Unidade de Investigação Drª Maria Isabel Mendonça, do SESARAM, foi apresentado no início deste mês em Paris, durante a realização na capital francesa do Congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia (ESC), considerado o maior congresso de cardiologia a nível mundial.

O trabalho em causa foi apresentado pelo médico cardiologista João Adriano Sousa, membro daquela Unidade de Investigação, durante uma sessão dos trabalhos do Congresso dedicada à Epidemiologia Clínica e Prevenção.

Segundo foi revelado, o trabalho da Unidade madeirense foi seleccionado para divulgação numa conferência de Imprensa técnica, cujo tema em debate era o actual desafio “Too Young To Die”. Uma escolha da organização justificada pela “elevada qualidade e a oportunidade” do trabalho madeirense.

Refira-se ainda que um “press release” desta conferência foi publicado no site da Sociedade Europeia de Cardiologia promovendo a divulgação dos resultados do estudo madeirense, matéria que foi partilhada por outras fontes internacionais, entidades e meios de comunicação dos EUA, Europa, América do Sul, Austrália e continente Asiático.

“Mais uma vez esta Unidade de Investigação obteve o reconhecimento internacional do seu mérito científico, fruto da sua organização interna e trabalho de equipa”, refere a Unidade de Investigação madeirense.