Albuquerque quer condições políticas para governar

José António Garcês, presidente da Câmara de São Vicente, também subiu ao palco para apelar ao voto no PSD.

“O essencial é ganharmos as eleições no próximo dia 22 de setembro para continuarmos a defender a Autonomia e a Liberdade dos Madeirenses e dos Porto-santenses, mas sobretudo para garantirmos que o próximo governo tenha condições políticas para governar com estabilidade e confiança, sem ruturas nem instabilidade”, disse Albuquerque no comício que o partido promoveu ao início da noite em São Vicente.

“Mais do que nunca, a Região precisa de um governo coeso, que continue a lutar pela Madeira, que tenha um projeto sério e responsável, algo que só o PPD/PSD consegue assegurar”, garante o partido em nota divulgada depois da iniciativa política no Norte da Madeira..

“Não é só o PPD/PSD que fica prejudicado se os socialistas e comunistas chegarem ao poder, somos todos e cada um de nós que fica afetado, nos seus direitos e garantias, se isso acontecer. É a Região que perde a sua estabilidade, a sua capacidade de lutar por si própria e sem o comando de Lisboa”, disse ainda Albuquerque.

E acrescentou: “Connosco as famílias estão tranquilas e os empresários e trabalhadores sabem com que podem contar”, afirmou, reforçando que “no próximo mandato vamos continuar a apoiar as empresas, diminuir o desemprego, a reforçar os apoios na área social, a reforçar o apoio domiciliário e alargar o número de lares.”

Depois, Albuquerque recordou as promessas e conquistas do seu governo: “Dissemos que íamos reforçar o investimento, assegurar crescimento económico e reduzir o desemprego e cumprimos. Dissemos que íamos reforçar os investimentos na educação, na saúde e que íamos retomar o investimento nas infraestruturas públicas e cumprimos, como foi o caso da ligação à Boaventura”, lembrou Miguel Albuquerque, deixando claro que os Madeirenses e Porto-Santenses sabem que “quando dizemos uma coisa, cumprimos.”

Guido Gonçalves, candidato a deputado garantiu, por sua vez, que o PSD “cumpriu com tudo o que prometeu” e afirmou que “Miguel Albuquerque esteve sempre presente e foi sempre amigo de São Vicente”.

O presidente da Câmara de São Vicente, eleito como independente pelo movimento Unidos de São Vicente, deu mais um sinal da sua reconciliação com o partido. Esta noite, José António Garcês não poupou elogios a Miguel Albuquerque.
“As pessoas têm de pensar que o melhor para a Madeira, neste momento e tal como no passado, é o PSD/Madeira. O PSD/Madeira e Miguel Albuquerque, à frente do partido e dos destinos desta terra”, sublinhou José António Garcês, acrescentando que foi precisamente por isso e por acreditar naquele que é o melhor projeto para o futuro que regressou ao Partido, acrescenta a mesma nota de imprensa.
“O que o Governo Regional fez por este concelho merece a nossa mobilização e reconhecimento” vincou, sublinhando que “Miguel Albuquerque é o melhor candidato e tem a melhor equipa e o melhor projeto”.
“É preciso ganharmos as eleições e, no próximo dia 22 de setembro, São Vicente vai mostrar a sua força, vai mostrar que sabe bem o que quer”, disse ainda o autarca.