JPP apresenta dez medidas para o Porto Santo

A candidatura do JPP às legislativas regionais esteve esta quarta-feira no Porto Santo, onde apresentou dez medidas que são “fundamentais” implementar naquela ilha. Medidas que, de acordo com Carlos Silva, candidato do JPP, abrangem as temáticas mais emergentes.

O partido promete “dar a volta” a diversos problemas que o Porto Santo enfrenta. Na área dos transportes, o JPP defende a criação de uma tarifa desportiva na Região e a inclusão do trajeto Porto Santo - Funchal no subsídio de mobilidade aérea. Na Saúde, Carlos Silva diz que “é necessário criar uma extensão da Unidade Operacional de Intervenção em comportamentos Aditivos e Dependências que ajude a combater as drogas e o álcool”. Já no Turismo, o partido defende uma aposta no turismo náutico e na remodelação da marina do Porto Santo. Na área social, a ideia é alargar a resposta das estruturas residenciais para idosos,com mais 100 camas. Na Educação, dotar de mais e melhores recursos humanos e materiais nas escolas da Ilha e, no Desporto, recuperar as infraestruturas desportivas.

Na Justiça, o JPP quer que o tribunal do Porto Santo recupere as competências perdidas. Já no que toca ao ambiente, o JPP quer combater a erosão dos solos e recuperar os muros de croché.

Em termos políticos, Carlos Silva entende que é importante ouvir os cidadãos ao longo de toda a legislatura, criando, para o efeito, um Conselho de Ilha.

O JPP defende ainda, para garantir uma maior segurança na Ilha Dourada, uma esquadra de polícia digna para agentes, para residentes e para todos os visitantes.