"Campo de golfe da Ponta do Pargo vai avançar", garante Albuquerque

Susy Lobato

O presidente do Governo Regional garantiu, há pouco, que o campo de golfe na Ponta do Pargo será uma realidade.

"Vamos criar todas as condições para que esta seja uma terra de turismo, de excelência e de desenvolvimento, vincou Miguel Albuquerque, dando a conhecer que existem privados interessados em erguer ali um campo de golfe. "Temos as condições para expropriar mais uns terrenos e avançar", prosseguiu, considerando importante a Madeira ter quatro campos de golfe, sobretudo do ponto de vista turístico.
O presidente não quis adiantar mais pormenores sobre este investimento, mas afirmou que "as coisas estão a andar bem" e que o grupo interessado é um grupo estrangeiro.
O chefe do executivo madeirense falava na inauguração da via expresso que agora chega ao Amparo, na Ponta do Pargo. De resto,
afirmou que o seu Governo "vai continuar a investir naquilo que for necessário para continuar a desenvolver a Madeira", sublinhando que temos todos de pensar no futuro e naqueles que foram os últimos 43 anos de autonomia política".
"Não recebemos lições de ninguém, sabemos o nosso rumo", atirou, depois do discurso do presidente da Câmara a Calheta, também focado na mesma ideia. "Não precisamos que venha ninguém de fora nos dar lições", disse Carlos Teles, agradecendo a confiança da população da Calheta nos últimos anos, o que tem permitido desenvolver o concelho, desde o Arco à Ponta do Pargo. O autarca aproveitou a multidão presente no local, com muitos emigrantes, para vincar a importância de garantirmos estabilidade política.
Quanto à obra, Carlos Teles admitiu estar perante a concretização de um sonho. "Estou muito, muito feliz", disse, tecendo largos elogios ao Governo Regional e a Miguel Albuquerque. "Os que foram eleitos pelo povo assumem compromissos",
concluiu.